• Mayra Fragiacomo

O meu 'Não' chegou!



Frequentemente vejo profissionais postarem comemorações, em suas páginas de perfil profissional, sobre a conquista de seus novos empregos. A frase que inicia os textos é, em sua maioria, “O MEU SIM CHEGOU”!

Toda vez que leio um texto como esse eu fico muito feliz. Nem sempre conheço a pessoa que está comemorando uma nova fase, tampouco tudo que ela passou para chegar ao tão desejado (e merecido!) SIM. Mas eu sempre mentalizo e intenciono que a pessoa se realize no novo trabalho e possa – realmente – traçar uma nova jornada a partir da nova oportunidade.

E foi pensando neste tema do SIM que eu fiz uma breve reflexão. Me dei conta que, no meu caso, o dia mais relevante da minha carreira foi quando o meu NÃO chegou!

SIM, receber um NÃO foi crucial para mim. Ser demitida, muito embora eu não tivesse tido essa consciência toda na hora do desligamento, representou a virada de página mais significativa da minha trajetória profissional.

Passado o susto inicial que acompanha a maioria das demissões, eu pude revisitar tudo que eu não conseguia enxergar porque a sobrecarga e a dependência financeira não permitiam: empresa tóxica, pessoas intoxicadas e o meu potencial subjugado. Me enchi de coragem e me dei um feedback demissional. Reconheci que precisava desenvolver muitos aspectos, claro. Mas eles não significavam que eu não estava pronta para empreender o meu próprio negócio, muito ao contrário.

Ao lado de parceiros potentes, criei uma consultoria de RH do zero e do jeito que sempre acreditei – a Job Transition. O começo não foi fácil, mas também não foi tão difícil quanto eu sempre supus quando cogitava a ideia. Os ex-clientes e amigos conquistados na estrada profissional foram essenciais e nos deram força. Novas parcerias se formaram, todas atraídas pela confiança que sentiam no novo formato de negócio. A jornada foi e tem sido incrível até aqui, posso garantir.

Curiosamente, hoje é o dia que a Job (como carinhosamente chamamos e somos chamados) completa 08 anos de atuação no mercado. Hoje é o dia que o meu NÃO virou meu SIM – e o SIM de muitas outras pessoas, para a minha imensa alegria.

Quando comecei a redigir essas linhas, eu não pretendia que fosse um texto do tipo motivacional. Mas pelo fato de hoje o meu NÃO estar fazendo aniversário, eu desejo que quem está me lendo valorize também os seus nãos e possa perceber seu valor, potência e coragem também a partir de quebras, rupturas, fins e desligamentos.

Não tem muito segredo: respirar fundo, acreditar, valorizar os NÃOs e confiar que o SIM está onde nem se imagina ou se espera!


Boa sorte!


Mayra Fragiacomo